Imagem ilustrativa

Professores e técnicos-administrativos encerram greve nas federais após acordo de reajuste salarial

Professores e técnicos-administrativos da rede federal de ensino básico e técnico decidiram encerrar a greve nacional que perdurava desde abril, após aceitarem a proposta de reajuste salarial apresentada pelo Governo Federal. A decisão foi tomada durante uma plenária do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), com 89 votos a favor e 15 contra.

A proposta aprovada inclui reajustes salariais significativos para ambas as categorias. Os técnicos-administrativos terão aumento de 9% em janeiro de 2025 e mais 5% em abril de 2026, além de melhorias nas remunerações por progressão de carreira e a criação do Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC) a partir de 2026. Já para os professores, os reajustes variam de acordo com a classe profissional, e o acordo também contempla a revogação de uma portaria que aumentava a carga horária mínima semanal, implementada em 2020.

A formalização da suspensão da greve está prevista para ocorrer após a assinatura dos acordos com o Ministério da Gestão e Inovação, marcada para quarta-feira (26). Enquanto isso, as universidades federais continuam em greve, com negociações em curso entre o governo e as respectivas categorias de professores e técnicos-administrativos.

Essas medidas marcam um avanço nas negociações entre o governo e os servidores da educação básica, técnica e tecnológica, visando garantir melhores condições salariais e de trabalho para esses profissionais essenciais para o ensino público federal.

Fonte: G1

Compartilhe essa notícia!

Receba nossas Notícias

Preencha os campos abaixo para receber Notícias, Promoções e Dicas em primeira mão no seu WhatsApp e E-mail.
Ao pressionar o botão "Quero Receber", você confirma que leu nossa Política de Privacidade.