Incêndio que vitimou cinco crianças em Barroso completa 8 anos

Nesta terça-feira, 26 de abril, completa-se oito anos do incêndio que tirou a vida de cinco crianças em Barroso. O fato ocorreu no ano de 2014 e ficou marcado como uma das maiores tragédias já registras no município.

A vítimas do incêndio foram: Rafaela Camile Guimarães Martins, de 5 anos, Ketlen Larissa Guimarães, de 3 anos, David Júnior Guimarães, de 1 ano e seis meses e os irmãos Beatriz Vitória Guimarães Pinto, de 2 anos e Gustavo Henrique Celestino Pinto Guimarães, de 1 ano e seis meses.

Na ocasião, Beatriz e Gustavo morreram ainda no local, assim como os dois primos dela, Ketlen e David. Rafaela, de 5 anos, chegou a ser socorrida com vida e levada para o hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Vizinhos tentaram socorrer as crianças após a mãe de algumas delas, Amanda Francisca Guimarães, ter saído para pedir ajuda, mas o fogo espalhou muito rápido. Greici Kelly Francisca Guimarães, mãe das outras três crianças, estava grávida e havia saído para uma consulta médica.

Amanda foi condenada, em maio de 2016, a um ano e quatro meses de prisão em regime aberto pelo crime de incêndio culposo qualificado pela morte. Porém, com a apelação da defesa, a sentença foi convertida em serviços à comunidade e prestação pecuniária.

No resultado do inquérito feito pela Polícia Civil, a causa do incêndio teria sido uma brincadeira com fósforo.

O inquérito também mostra que as crianças estavam sozinhas e que a porta da sala e as janelas da casa estavam empenadas, o que teria dificultado a tentativa de fuga. Portanto, as crianças teriam corrido para o quarto onde morreram asfixiadas. Também de acordo com a conclusão, estavam na casa dois adolescentes e uma jovem. Eles não foram julgados.

Informações: Jornal Barroso EM DIA e G1

Compartilhe essa notícia!

Receba nossas Notícias

Preencha os campos abaixo para receber Notícias, Promoções e Dicas em primeira mão no seu WhatsApp e E-mail.
Ao pressionar o botão "Quero Receber", você confirma que leu nossa Política de Privacidade.