Você está aqui:
TRÁFICO DE DROGAS DENTRO DAS ESCOLAS: AUTORIDADES DISCUTEM TEMA E MEIOS DE PREVENÇÃO

TRÁFICO DE DROGAS DENTRO DAS ESCOLAS: AUTORIDADES DISCUTEM TEMA E MEIOS DE PREVENÇÃO

No fim do mês passado, dois menores de idade, ambos de 13 anos, foram apreendidos por envolvimento com tráfico de drogas dentro de uma escola em Barroso.

Um dos menores foi apreendido tentando vender uma bucha de maconha em sala de aula. Já o outro adolescente foi apreendido realizando comunicação com o menor que portava a droga para a compra do material ilícito.

Crianças e adolescentes, por estarem em uma fase de amadurecimento, descobertas e curiosidade, são alvos em potencial para entrada no mundo das drogas. Com isso, considera-se o ambiente escolar apropriado para debater o assunto, sendo desenvolvido ações de forma mais pedagógica.

O trabalho com o tema não é exclusivo das instituições escolares, sendo pautada por toda sociedade e família.

PROERD E DROGAS NAS ESCOLAS

A reportagem da Rádio Liberdade FM conversou com o Sargento Chrystian Lany da Polícia Militar de Minas Gerais e instrutor do Proerd nas escolas locais há quase 15 anos.

“O Proerd é um programa de prevenção feito nas escolas, ou seja, um programa educacional de resistência às drogas. Nele tratamos assuntos para que os jovens resistam às tentativas de aliciação feita pelos traficantes, sendo um dos principais fatores que contribuem para a entrada dos menores no caminho das drogas. Os temas são de relevância na comunidade escolar no que tange a violência, como o bullying, por exemplo”, explicou o militar sobre o programa de prevenção.

Segundo o Sargento, o porte de drogas ilícitas dentro das escolas é incomum em nossa cidade, contudo, muitas das práticas delituosas que ocorrem, nem sempre chegam ao conhecimento da polícia. Ele também ressalta sobre a reponsabilidade da família em acompanhar seus filhos também fora das instituições, orientando sobre as companhias e sua capacidade de influenciar e pressionar o uso.

MEDIDAS DE SEGURANÇA

A situação ocorrida em Barroso foi presenciada por um professor e registrada pelo sistema de videomonitoramento da instituição. A emissora entrou em contato com Patrícia Russo, responsável pela Superintendência Regional de Ensino de Barbacena, a qual Barroso pertence, que informou os investimentos em segurança feitos nos últimos anos, como a instalação de câmeras, ter mudado a realidade das escolas públicas.

“Em caso de suspeita de atitude estranha envolvendo alunos dentro das escolas, os gestores, professores e demais servidores foram orientados a acionarem os responsáveis. A partir do acionamento é que gestores juntamente com as autoridades tomarão as providências imediatas de acordo com contexto ocorrido.”, relatou a superintendente sobre um protocolo em caso de atividades suspeitas.

PROJETOS E PATRULHAMENTO POLICIAL

A Secretaria de Estado de Educação juntamente com a Superintendência Regional de Ensino realiza projetos que visam o combate as diversas formas de violência, sendo previsto no calendário escolar. Este ano, entre os dias 19 e 23 de junho, acontece a semana de prevenção às drogas nas escolas estaduais.

“Todas as ações que venham a garantir a segurança dos estudantes e servidores nas escolas públicas são bem-vindas. Considero de grande importância as parcerias com a Polícia Militar, seja ela através da patrulha escolar ou programas de conscientização, como é caso do Proerd.”, enfatizou Patrícia.

De acordo com o Sgt. Chrystian, o patrulhamento nas escolas é previsto em portfólio, porém, há mais escolas do que efetivo policial em Barroso, o que impossibilitaria esta ação no momento. No entanto, este é realizado de forma direcionada as demandas apresentadas pelas instituições.

Imagem ilustrativa

Compartilhe essa notícia!

Receba nossas Notícias

Preencha os campos abaixo para receber Notícias, Promoções e Dicas em primeira mão no seu WhatsApp e E-mail.
Ao pressionar o botão "Quero Receber", você confirma que leu nossa Política de Privacidade.