Você está aqui:
Ministério da Saúde reduz quarentena para 7 dias em quadros leves de Covid

Ministério da Saúde reduz quarentena para 7 dias em quadros leves de Covid

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (10) as novas orientações para os casos de infecção pelo coronavírus.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Arnaldo Medeiros, as recomendações para pessoas que estão com quadro leve de Covid-19 é realizar isolamento de, no mínimo, sete dias. 

Caso essa pessoa infectada continue assintomática, sem febre ou não utiliza remédios antitérmicos até o quinto dia, o ministério orienta fazer o teste RT-PCR para detectar o vírus.

Se der negativo, a pessoa pode ser liberada do isolamento, mas mantendo cuidados – como utilização de máscaras e evitar aglomerações, por exemplo.

Por outro lado, se essa pessoa infectada com quadro leve testar positivo ao 5º dia de sintomas, deverá manter o isolamento até completar o ciclo de 10 dias, saindo da quarentena somente após testar negativo.

Se o ciclo de 10 dias for completado e a pessoa continuar com sintomas leves, não é necessário fazer novo teste RT-PCR. 

Em seu pronunciamento, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reforçou que o governo federal vai distribuir 28,2 milhões de testes de antígeno para o coronavírus ainda neste mês de janeiro, em meio à alta no número de novos casos de infecção e disseminação da variante Ômicron.

O ministro também frisou que ainda não há estimativa de quantas mortes pela variante foram registradas, mas disse que “onde a vacinação caminhou bem não temos uma correspondência entre o número de mortes proporcionais ao aumento de casos”.

“Como o Brasil avançou muito em relação à campanha de vacinação, nós podemos vislumbrar um cenário parecido com o que acontece nesses países”, alegou Queiroga.

Porém, ele não mencionou o fato de o ministério ter restabelecido os sistemas de armazenamento de dados referentes à pandemia somente na última sexta-feira (7), após um mês do ataque hacker que provocou um apagão nos dados.

Recomendação de isolamento anterior

Até o momento, a recomendação que vigorava no país era de quarentena por até 14 dias para infectados com a doença. 

A mudança no protocolo do Ministério da Saúde se baseou, segundo Medeiros, na redução do tempo de isolamento adotada nos Estados Unidos e na Inglaterra. 

Informações: O Tempo

Compartilhe essa notícia!

Receba nossas Notícias

Preencha os campos abaixo para receber Notícias, Promoções e Dicas em primeira mão no seu WhatsApp e E-mail.
Ao pressionar o botão "Quero Receber", você confirma que leu nossa Política de Privacidade.